Almerinda Borges Garibaldi

24/07/1925 - 03/07/2016 (90 anos)

Assine o livro de visitas

Assine o livro de visitas

Deixe uma mensagem neste Memorial Vivo


Quem esteve aqui?

  • César Augusto Batista Xavier  
  • O texto abaixo foi escrito como apresentação do livro "Preciosidades" editado pelos filhos para os 90 anos de minha mãe. A leitura dele foi também homenagem em sua Missa de Sétimo Dia. Somos irmãs de alma, mas nem sempre foi assim. Descobri nossa ligação forte depois que tive meus 3 filhos. Eu ficava imaginando... como ela conseguiu ter o dobro e ainda acolher uma filha adotiva? Minha mãe é uma pessoa simples, porém nobre. Traz em si uma sabedoria que vem dos livros, mas sobretudo das inúmeras experiências que viveu. Fui convidada para apresentar esse livro. Achei uma honra para mim. Nossa mãe querida é uma pessoa tão grande em suas qualidades... Sei que jamais conseguirei dizer tudo o que gostaria. Vou então me dedicar a três relações dessa Almerinda - nossa mãe, grande ser humano, minha xará e amiga do peito. Escolhi falar de como ela se relaciona com a família, com a natureza e com a devoção. A família para minha mãe é o que ela tem de mais valoroso. Ela sabe agregar, reunir e preservar nossos laços afetivos como ninguém. Sabe nos animar quando precisamos; sabe dar broncas quando erramos, e tem uma enorme generosidade para com todos - meu pai, os filhos, os netos e bisnetos. Com meu pai é outro capítulo. Uma vida dedicada a ele. Se existe amor eterno, é esse o que acontece de minha mãe para com meu pai. Ela soube demonstrar isso com resignação e muitas renúncias. Sr. João foi mesmo abençoado com esse amor imenso e intenso. Vocês conhecem alguém que conversa com a lua, com as plantas e com os passarinhos? Alguém que abraça as árvores e sabe admirar uma folha? Alguém que acompanha o crescimento de uma planta com o mesmo carinho que tem pelas crianças? Essa é nossa mãe querida, dona de uma natureza alegre e bem humorada; que sabe gargalhar como ninguém e sabe, da mesma forma, ser simples e, ao mesmo tempo, nobre de coração. Quantas devoções há no coração de Almerinda Mãe? Aprendemos com ela a venerar o Divino Pai Eterno; o Padre Pelágio; Santo Antônio de Pádua e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Tais devoções a fortalecem espiritualmente e não a deixam perder a fé e a esperança por dias sempre melhores para ela, meu pai, para todos familiares e amigos. E aliadas à fé e à esperança, minha mãe tem a caridade como prática integrante de sua fé e de sua vida espiritual. Recebemos esse legado desde crianças e temos tentado passar para nossos filhos e netos. Mãe, acho que, a Sra em sua simplicidade e nobreza aprendeu a ver sentido em sua vida, mesmo não saindo tanto de casa. Nobreza, sabedoria e riqueza interior são partes de sua essência e fazem de sua presença entre nós, o nosso maior tesouro. Obrigada por existir. Obrigada por nos amar. Receba, com esse livro, nossa homenagem e nosso imenso carinho. A Sra é e sempre será muito querida e amada por todos nós. Almerinda Filha

    almerinda.garibaldi@gmail.com